Cientista comprova que as pessoas absorvem energia uma das outras!

1
4758

Sites de ufologia e espiritualidade, deuses do passado, física quântica new age ensinadas por espíritos guerreiros de 20 mil anos atrás encarnados em mulheres milionárias e o departamento de homeopatia da USP com apoio da FAPESP compartilharam recentemente que a equipe do Professor Olaf Kruse publicou na Nature que um eucarionte unicelular fototrófico Chlamydomonas reinhardtii, uma “alga unicelular que faz fotossíntese”, foi descoberto como sendo capaz de utilizar sua própria celulose para crescimento quando outras formas de carbono estiverem ausentes.

Quando crescidas em um ambiente com iluminação e limitação de CO2, elas secretam endoglucanase, que digere a celulose de terceiros, e então o assimila para poder crescer. Ou seja, ela não é apenas uma alga autrófica. Ela é uma alga heterofototrófica!

Ou seja, ela não apenas se alimenta de luz e carbono, como é capaz de se alimentar de outras algas, ela ainda precisa de luz, mas sua fonte de carbono passam a ser outras algas!

Essas algas “quando expostas à falta de energia, essas plantas de células únicas podem absorver energia de vegetais ao redor.”

E continuam: A alga ‘digere’ (entre aspas) as ENZIMAS de celulose, tornando-as pequenos componentes de açúcar, sendo então transportados para células e transformados em fontes de energia. – Isso mesmo, digere entre aspas e “enzimas de celulose”… São as enzimas que digerem a celulose que ela então utiliza como fonte de carbono pra criação de açúcar.

Um tal de “Bader Lee” diz que:

“O organismo humano é bastante similar à uma planta, que suga, absorve a energia necessária para alimentar seu estado emocional. E isso prova que seres humanos sugam a energia cósmica vital de outros seres humanos quando estão com suas energias sintonizadas em uma frequencia inferior, e graças ao largamente comprovado cientificamente mecanismo da osmose da água, faz com que energias vitais cósmicas shakra do shangrilá sejam transferidas de pessoas com energias boas para pessoas com energias más, comprovando assim a existência de pessoas que sugam a sua energia.”

Claro que Bader Lee não tem absolutamente nada a ver com o estudo super sério proposto por Olaf Kruse, e ninguém sequer sabe de onde veio esse Bader Lee ou o que seria esse “organismo humano similar ao da planta”.

Nossos repórteres encontraram senhor Bader Lee, formado na SHIT (Springfield Heights Institute of Technology), e perguntaram qual seria o mecanismo humano similar, quais seriam as enzimas que o ser humano secreta para digerir pessoas ao seu redor e como o emocional das pessoas seriam transformadas em carbono para completar a analogia que ele fala que existe entre os mecanismos. Infelizmente o Sr. Lee parou de falar inglês e começou a gritar coisas como choda e madarchod, desde então ele não respondeu a nenhum de nossos um emails e outros um telefonemas.

1 COMMENT

  1. Qual o intuito de fazer um texto enorme de pura abobrinha? Se é pra tentar ser engraçado, falhou miseravelmente. Se é para fazer as pessoas perderem 5 preciosos minutos de suas vidas, alcançou seu objetivo com sucesso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here